CPqD e Light vão comercializar solução que usa robôs para detectar corrosão

CPqD e Light vão comercializar solução que usa robôs para detectar corrosão

A tecnologia que permite detectar pontos de corrosão em cabos de alumínio com a ajuda de robôs, desenvolvida pelo CPqD em conjunto com a Light, agora está disponível para todas as empresas do setor elétrico. Um contrato assinado na semana passada, no Rio de Janeiro, entre o CPqD, a Light e a Engelmig permitirá oferecer às concessionárias de energia do país o serviço de manutenção preditiva de linhas de transmissão, que tem como base o Sistema de Detecção de Corrosão (SDC).

Essa tecnologia de ponta foi desenvolvida pelo CPqD a partir de um projeto da Light, dentro do programa de pesquisa e desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com investimento de cerca de R$ 2,3 milhões. A principal inovação do sistema são os robôs que operam em linhas de transmissão energizadas para detectar os pontos de corrosão nos cabos de alumínio. Equipados com sensores eletromagnéticos e câmeras de vídeo, os robôs trabalham em linhas de transmissão de até 345 kV, fazendo a varredura do vão na velocidade média de 30 metros por minuto. Um software especializado analisa os dados coletados pelo robô e apresenta um laudo com as condições encontradas nas linhas inspecionadas.

O Sistema de Detecção da Corrosão evita o risco de acidentes e interrupções no sistema decorrentes do rompimento de cabos e aumenta a eficiência na detecção dos trechos comprometidos. Além disso, reduz a retirada desnecessária de lances de cabos, uma vez que, atualmente, a avaliação da integridade dos cabos das linhas de transmissão é feita por meio de inspeção visual.

Hoje, a Light é a única empresa brasileira a utilizar essa tecnologia. Com o contrato firmado na semana passada, a Engelmig está sendo licenciada para prestar o serviço de manutenção preventiva de redes para outras concessionárias de energia – o que será feito em parceria com o CPqD, utilizando a tecnologia desenvolvida com a Light.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.