Ford e GM juntas para construir uma “estrada conectada” em Detroit

A Ford e a GM fecharam uma parceria com o Departamento de Transportes de Michigan para construírem, juntas, o primeiro “corredor conectado”. O plano prevê a criação de uma infraestrutura de comunicação entre veículos em mais de 190 quilômetros de estradas na região metropolitana de Detroit. Também o Centro de Transformação da Mobilidade da Universidade de Michigan ganhou adesões para seu projeto que prevê criar as bases de um sistema comercialmente viável de veículos conectados e automatizados.

Além da Ford e GM, reforçaram também o time do Centro de Transformação da Mobilidade a Toyota, Qualcomm, a fabricante de autopeças Delphi e a seguradora State Farm. A ideia é montar uma frota de veículos conectados e uma instalação de testes que simule uma cidade dentro da universidade. Os dois acordos foram anunciados durante o 21º Congresso Mundial de Sistemas de Transporte Internacionais (ITS), em Detroit, nos EUA, que reuniu mais de 10.000 líderes e profissionais das áreas de administração, tecnologia e negócios em transporte.

Durante o encontro o presidente do Conselho da Ford, Bill Ford, disse que as montadoras precisam ter a mente aberta para novas soluções. “Acho que qualquer negócio existe para tornar a vida das pessoas melhor e, de certa forma, despejar mais veículos no ambiente urbano não está fazendo isso. Se conseguirmos devolver às pessoas seu bem mais precioso – o tempo – estaremos servindo à sociedade”, ressaltou. Ele acrescentou que nenhuma empresa ou indústria será capaz de resolver o problema da mobilidade sozinho, por esse motivo a Ford tem colaborado com outros parceiros e organizações em pesquisas e iniciativas de mobilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.