GE desenvolve sensores RFID para detectar ameaças químicas

GE desenvolve sensores RFID para detectar ameaças químicas

A GE Global Research atingiu um marco significativo em sensores RFID para identificação de ameaças químicas, tais como explosivos e oxidantes. Eles são 300 vezes menores do que os sensores de desktops utilizados atualmente nos aeroportos, pesam 100 vezes menos e usam 100 vezes menos energia. Além disso, eles podem substituir individualmente as matrizes de múltiplos sensores necessárias para detecção.

A informação foi dada por Radislav Potyrailom, principal cientista da GE Global Research, em seu blog. Os sensores têm quatro principais novos recursos que permitem que sejam utilizados individualmente em substituição aos instrumentos analíticos convencionais mais sofisticados. São eles material de detecção, um transdutor de correspondência, um sensor de leitura e capacidade de análise dos dados. “Juntos, essas características tornam nossos sensores em “multivariados”, aumentando o desempenho sem necessariamente haver uma mudança na aparência”, disse.

O projeto de desenvolvimento dos novos sensores está sendo feito em parceria da GE Global Research com a TWSG (Technical Support Working Group), um progama da U.S. Interagency voltada para pesquisa e desenvolvimento de medidas contra o terrorismo, a Quantum Magnetics, uma subsidiária da Morpho Detection, e com a ajuda da KemSENSE, subsidiária da Vener8 Technologies.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.