Resource cria a BringTo, voltada para monitoramento e análise de dados

Resource cria a BringTo, voltada para monitoramento e análise de dados

A Resource criou uma empresa para atender às companhias que precisam de serviços baseados em plataformas com alto poder de análise. A BringTo é um projeto desenvolvido com a participação da unidade da companhia no Vale do Silício que, por sua vez, terá um papel estratégico para a expansão da nova subsidiária. Com foco em clientes globais, tem ainda como proposta reforçar o crescimento do grupo no mercado norte-americano onde 50 de seus clientes estão presentes.

O projeto de criação da BringTo é uma evolução de outra unidade do grupo, a SiteSeeing, que oferece uma plataforma de monitoramento de transações em tempo real, como conta o presidente da Resource, Gilmar Batistela. A BringTo também terá soluções de monitoramento mas vai além ao unir esse serviço ao de analytics e Big Data. Ela permite que o cliente inclua quaisquer sistemas, incluindo SAP, aplicativos, plataformas de e-commerce, wearables e outros dispositivos na base de dados que será acompanhada e para a qual serão dadas as respostas requeridas.

“Nós estamos caminhando cada vez mais para atender ao processo de transformação dos negócios de nossos clientes”, reforçou o executivo. Nesse processo, além de também atuar com consultoria, a Resource tem grandes parceiras nessa área, como a PWC e outras. “Teremos um diferencial importante por termos a nossa própria API para fazer a integração com os sistemas dos clientes”, comentou Fernando Medeiros, diretor executivo da BringTo e também responsável pela unidade no Vale do Silício ao lado de Fabiana Batistela.

No ano passado, a Resource investiu US$ 5 milhões na unidade do Vale do Silício como parte de sua expansão no mercado norte-americano. “O mercado norte-americano é mais avançado em soluções analíticas e teremos um fluxo de ideias e desenvolvimentos de lá para cá”, disse Medeiros.Também reforçou seu escritório em Miami, com a contratação de mais funcionários e executivos, que continua sendo o ponto de suporte para esse crescimento.

Um dos módulos a ser apresentado pela BringTo é o BringTo automation for SAP, que automatiza a entrada de dados no sistema SAP o que gera redução nos custos de operação. Ele oferece dashboards para monitoração em tempo real, incluindo alertas ao sinal de qualquer instabilidade. A Nokia implantou o sistema e de acordo com a subsidiária, reduziu seu gasto com operações em 80%. O sistema principal do cliente recebia ordens de venda, expedição de faturamento, pedidos de compra e relatórios a partir de origens diversas. Uma equipe grande era alocada apenas em função desse tráfego de informações entre sistemas, que pode ser liberada com a automatização dos processos.

No ano passado, a Resource teve um faturamento de R$ 415 milhões, 12% acima do desempenho do ano anterior. Esse resultado foi baseado, principalmente, na expansão regional feita pela empresa e no aumento dos contratos na área pública. Para este ano, a expectativa é de expansão de 10% chegando a uma receita de R$ 450 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.