Microsoft aumenta suas apostas no Azure

Microsoft aumenta suas apostas no Azure

O Microsoft Azure, serviço de nuvem pública da Microsoft, ganhou destaque hoje durante o Build 2015, sua conferência para desenvolvedores. Partindo do princípio de que a nuvem se transformou em um ponto central para o que denomina a nova era da “inteligência”, a empresa anunciou novas ferramentas e serviços para cloud que têm como objetivo permitir que desenvolvedores de todos os tipos criem aplicativos com mais flexibilidade, produtividade e insights de dados. Foram apresentados ao público o Azure SQL Data Warehouse, que trabalha com o que a companhia chama de base de dados elástica, e o Azure Data Lake, que comporta dados não estruturados com a proposta de permitir o uso de analíticos Big Data.

O SQL Data Warehouse estará disponíve a partir de junho. Sua proposta é de dar acesso empresarial a uma elástica escala-petabyte, na modalidade datawarehouse como serviço o que permite o dimensionamento do volume de dados a ser trabalhado de acordo com a demanda. Segundo a empresa, o serviço pode ser expandido, diminuído ou pausado em questão de segundos.

Já o Azure Data Lake é uma plataforma que permite armazenamento de dados abertos e altamente escalável que suporta arquivos petabyte e fornece integração de alta velocidade com Azure HDInsight, Azure Machine Learning, Cloudera e Hortonworks para gerar rapidamente insights em cima de grandes quantidades de dados.A proposta é dar aos desenvolvedores um único local para armazenamento de todos os dados estruturados e não estruturados sem que eles precisem se preocupar com limites de capacidade de arquivos individuais. Ele também é compatível com o padrão Hadoop, que possibilita que os dados sejam descentralizados para acelerar o processamento na hora da análise.

A empresa também ampliou o acesso a múltiplas plataformas e dispositivos. A companhia anunciou o Visual Studio Code, uma nova versão do editor Visual Studio, mas que vai permitir trabalhar com Windows, Mac OS e Linux. O sistema é gratuito e está disponível a partir de hoje. A Microsoft ainda anunciou APIs para incentivar o desenvolvimento de apps com o Office 365.

Durante o Build 2015, causou também muita sensação o anúncio do Microsoft Edge, o browser construído para o Windows 10 e que deverá substituir o Internet Explorer. Ele é resultado do projeto Spartan, revelado há alguns meses, teve sua interface redesenhada e terá integração com a assistente Cortana.

“A Microsoft tem ambições ousadas para plataformas que capacitam os desenvolvedores em Windows, Azure e Office”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft, na abertura do Build 2015, realizado hoje em São Francisco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.