51% das startups de e-health falham em dois anos

51% das startups de e-health falham em dois anos

Cerca de metade de todas as startups de saúde digital nos Estados Unidos falham em dois anos após o lançamento, de acordo com relatório da Accenture que analisou 900 empresas com esse perfil. O relatório mostra que entre 1994 e 2009 de 20% a 26%  das startups não conseguiram prosseguir. Mesmo próximas a fracassarem, elas conseguiram levantar cerca de US$ 4 bilhões em financiamento no período de 2008 a 2013.

O estudo mostra ainda que entre as 900 empresas analisadas foram registradas perto de 1.700 patentes. Muitas das startups que estão morrendo ou correndo risco de fracassarem têm desenvolvido soluções que podem ajudar as empresas tradicionais e não tradicionais de saúde a atingirem suas metas, alerta o relatório.

A consultoria prevê que nos próximos dois anos, outros US$ 2,5 bilhões serão investidos em startups da área de e-health. Quase 30% desses recursos serão aplicados em infraestrutura, 25% serão dedicados a engajamento, 25% serão em tratamento e 21% serão investidos no diagnóstico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.