Desaceleração na China tem impacto sobre ações de tecnologia

Desaceleração na China tem impacto sobre ações de tecnologia

A segunda-feira começou com muitos motivos de preocupações para empresas de tecnologia como Apple, Google, Facebook, Microsoft, Twitter, Amazon, Pay Pal e Netflix. O sinal vermelho de investidores para a possível desaceleração da economia chinesa, a segunda maior do mundo, trouxe um grande nervosismo na abertura dos mercados e fortes perdas no valor das ações dessas companhias. As ações do Facebook, por exemplo, abriram com uma queda de 12,1%, a Apple com 10% e o Google com 6%. Movimentos durante o dia permitiram que esses resultados fossem revertidos mas a situação permanece preocupante.

A volatidade nas ações já vinha sendo sentida na quinta e sexta-feira. Hoje, antes mesmo da abertura de Wall Street, o presidente da Apple, Jim Cook, encaminhou um email para Jim Cramer, da rede CNBC, no qual garante que recebe updates diários da performance da Apple na China, inclusive hoje pela manhã. E garantiu que a empresa continuou a registrar fortes crescimentos naquele país em julho e agosto, inclusive nas últimas semanas com o melhor desempenho já obtido em sua história.

Na sua tentativa de evitar um impacto da que passou a ser chamada “segunda negra” sobre as ações da Apple, a iniciativa de Cook parece ter ajudado a reverter o quadro, permitindo que as ações subissem durante o dia 11,3%. Outras empresas também conseguiram reverter parcialmente as expectativas dos investidores. Google, que durante o dia chegou a registrar até – 7,9% – fechou com uma queda de 1,5%, a Microsoft de 1,7%, Facebook com 1,8%, Twitter, que teve o pico de – 17,2%, com menos 3,94% e Amazon com retração de 3,78%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.