Com analíticos, ZAP estrutura área de inteligência imobiliária

Dando continuidade ao seu processo de expansão, o ZAP entra na área de inteligência imobiliária estruturando a DataZAP. Com o objetivo de prover dados e serviços para o mercado imobiliário, a DataZAP desenvolverá estudos regionais e setoriais, análises de risco e retorno de carteiras de ativos, além de ser pioneiro no desenvolvimento de Modelos de Avaliação Automatizadas, também conhecidos como AVMs (Automated Valuation Models).

As primeiras iniciativas da DataZAP serão para desenvolver análises a partir dos AVMs, que são modelos matemáticos e estatísticos que estimam o valor de um imóvel – ou de uma carteira de imóveis – por meio de um banco de dados. “Esse conceito é muito disseminado nos Estados Unidos, Europa e Ásia e acreditamos que esta ferramenta será muito bem-vinda ao mercado brasileiro”, enfatiza Danilo Igliori, chairman da DataZAP.

Outra vantagem dos AVMs é que eles podem complementar ou até substituir avaliações imobiliárias presenciais, que têm alto custo. A margem de erro das avaliações por AVM em muitos casos são comparáveis à das avaliações presenciais, com a vantagem de não envolverem julgamentos subjetivos. “Um ponto interessante desta tecnologia é que ela não requer que a propriedade já tenha sido transacionada para gerar uma estimativa e, por isso, não inclui otimismos momentâneos com o valor do imóvel. Também é uma aplicação consagrada internacionalmente por detectar fraudes”, explica Igliori.

Com o apoio dos AVMs a DataZAP também poderá fazer simulações sobre novos empreendimentos e projetos de desenvolvimento urbano. Por exemplo, analisando o quanto uma nova estação de metrô pode impactar nos preços futuros de uma determinada região. A DataZAP iniciou suas atividades com foco nas grandes cidades do país, particularmente, nas regiões metropolitanas de São Paulo e de Rio de Janeiro. “Mas a equipe já tem como meta expandir o território analítico para outras regiões o mais rápido possível”, enfatiza Sergio Castelani, economista chefe da DataZAP.

Para criar este banco de dados complexo e preciso, a DataZAP partirá da base do ZAP, que hoje conta com mais de 15 milhões de registros de imóveis e sete milhões de usuários. Assim, integrar a base do Zap com diversas outras fontes de dados será um dos principais diferenciais da DataZAP.

“Queremos agregar valor para todos os agentes que participam do setor imobiliário por meio de produtos inovadores que auxiliem na decisão de construir, investir, financiar ou negociar no segmento imobiliário”, afirma o CEO do ZAP, Eduardo Schaeffer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.