IBM terá consultoria dedicada a negócios cognitivos

IBM terá consultoria dedicada a negócios cognitivos

Liderada pelo supercomputador Watson, a IBM anunciou hoje a criação de uma consultoria voltada especificamente para a computação cognitiva. A nova unidade, batizada de Negócios Cognitivos, terá 2000 consultores que vão trabalhar com os experts de empresas e governos dentro do novo conceito proposto pela companhia.
Como suporte ao novo posicionamento de era dos negócios cognitivos, a IBM reforçou algumas projeções de mercado. Até 2020, cerca de 1.7 megabytes de dados serão criados a cada segundo por cada ser humano do planeta. E devem seguir a tendência atual, na qual 80% das informações geradas são desestruturadas, ou seja de difícil interpretação para a computação convencional. E, de acordo com a Big Blue, o papel da computação cognitiva está justamente em tornar esses dados visíveis para gestores de projetos, engenheiros, diretores, analistas, médicos, educadores, líderes públicos etc.

Atualmente, o Watson oferece 28 serviços, como interpretar imagens e fazer análises de personalidade. Até o final de 2016, a IBM planeja crescer em 50% o número de serviços de Computação Cognitiva que oferece hoje. Para apresentar seu novo posicionamento, a empresa promoveu hoje uma conversa entre o músico Bob Dylan e o supercomputador.

A empresa citou dois exemplos da utilização do Watson, uma delas sendo o Bradesco, que o contratou para aprimorar seus serviços de atendimento ao cliente. A outra é sua crescente utilização na medicina. atendimento ao cliente.  Hoje, empresas de 36 países, em 17 indústrias, já estão usando tecnologias cognitivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.