Dell anuncia novo sistema operacional para equipamentos de rede

Dell anuncia novo sistema operacional para equipamentos de rede

A Dell anunciou o OS10, sistema operacional voltado à linha de equipamentos de rede Dell Networking. Trata-se de uma nova geração de software para networking desenhada para oferecer uma maior flexibilidade e capacidade de programação para ambientes de grandes data centers, facilitando a adoção de redes definidas por software.

A plataforma Dell Networking OS10 foi projetada com base em novos padrões de modularidade para software aberto. Assim, os usuários podem criar os mais eficientes e flexíveis caminhos para todos os sistemas em rede. O OS10 é composto por um módulo padrão e vários módulos de aplicações opcionais. O que anteriormente estava agrupado e empacotado pelo fornecedor na nova versão foi separado para melhorar a escolha e controle do cliente.

“A adoção de data centers definidos por software representa uma importante tendência do futuro do setor e exige uma nova abordagem dos equipamentos de rede”, aponta João Bortone, Diretor de Produtos e Soluções da Dell para América Latina. “Com o OS10, oferecemos uma abordagem voltada a facilitar a migração para esses novos ambientes, de forma mais rápida e consistente, permitindo inclusive a convivência entre a TI tradicional e os data centers definidos por software”

O módulo padrão do OS10 está disponível de forma gratuita e roda de forma totalmente aberta, sem modificar a distribuição Linux, o que garante uma linguagem comum para as mais diversas camadas de TI, incluindo networking, storage e computação.

O fato de ser baseado em Linux permite beneficiar-se dessa comunidade ao melhorar a programabilidade, portabilidade e flexibilidade para camadas adicionais de aplicações.  Além disso, o OS10 utiliza o Open Compute Project SAI (Switch Abstraction Interface), que oferece uma linguagem comum e amigável entre os sistemas operacionais de rede e os chips que residem nos switches físicos.

Já os módulos de aplicação do OS10 suportam as funcionalidades de rede tradicionais (protocolos L2/L3), bem como várias aplicações de código aberto, nativas do Linux, tais como serviços de IP, estrutura e segurança, combinados com ferramentas de gerenciamento e automação. Isso permite que os clientes adaptem as operações de TI para diferentes usos e processos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.