Analíticos avançados são os que mais crescem na área de BI

Em 2018, mais da metade das grandes organizações globais utilizarão Analytics Avançado e Algoritmos Proprietários, causando rupturas. Segundo o Gartner, já este ano a expansão deverá ser de 14% para analíticos avançados, atingindo US$ 1,5 bilhão. Em dois anos, os mercados de algoritmos serão combinados com a Plataforma como Serviço (PaaS) para maximizar o Analytics Avançado e permitir o compartilhamento seguro e monetização de dados brutos.

“O Analytics Avançado já têm mudado indústrias inteiras há mais de uma década e é um fator crucial para como a maioria dos novos operadores interrompem os mercados estabelecidos e vencem a concorrência, seja vendendo livros, alugando filmes, emprestando dinheiro ou até mesmo criando um time de futebol profissional”, afirmou Jim Hare, Diretor de Pesquisas do Gartner.

“Hoje, com menos monopólios regulamentados e com a Internet eliminando fronteiras geográficas, mais empresas estão começando a utilizar análises estatísticas, modelagem preditiva e otimização da decisão para competir, em vez de usarem abordagens tradicionais”, comentou o executivo.

O analista do Gartner afirma que, para sobreviver na nova economia digital, organizações de usuários finais e fornecedores deverão acelerar a mudança de foco dos seus investimentos, de medição para Analytics Avançado, ou correm o risco de serem deixado para trás. As organizações líderes estão desenvolvendo algoritmos proprietários que podem levar a análises perspicazes mais rápidas e estão afastando-se da tomada de decisão “intuitiva”.

Até o final de 2018, uma minoria de organizações terá uma abordagem rigorosa para demonstrar a confiabilidade de seus algoritmos de Analytics.

O Gartner acredita que os fatores de confiança que influenciam o uso ético da análise são identificáveis: transparência, responsabilidade, compreensibilidade, consciência, satisfação e benefícios mútuos. Infelizmente, esses fatores subjacentes que fomentam as relações comerciais de confiança baseadas em dados raramente fornecem muita consideração, caso haja alguma.

“Os negócios, os impactos sociais e a ética decorrentes da utilização de dados e Analytics são compreendidos por poucos, ignorados por muitos e controlados por praticamente ninguém. Os impactos resultantes são tangíveis – oportunidades não realizadas de negócios, ineficiências adicionais, aumento do risco de marca e até mesmo processo penal”, observou Alan Duncan, Diretor de Pesquisa do Gartner.

O analista do Gartner afirma que as principais organizações orientadas por dados reconhecerão cada vez mais as relações causais entre dados, Analytics, confiança e resultados de negócios. As organizações que escolhem proativamente gerenciar esses impactos éticos serão capazes de promover relações mais produtivas e confiáveis com seus clientes, fornecedores e colaboradores, conduzindo a vantagem competitiva aumentada e a fidelidade à marca para maximizar a sua participação de mercado em comparação com os concorrentes que não abordam estas questões.

O Gartner acredita que o Analytics Avançado poderia fornecer benefícios de uma forma mais significativa se houvesse mais compartilhamento de dados detalhados de eventos. No entanto, esta medida é prejudicada por problemas de licenciamento, confiança e questões de integração de dados. A solução será a combinação de mercados de algoritmo e ambientes de tempo de execução PaaS, em que apenas funções especificamente certificadas estão autorizadas a processar os dados seguros.

“A situação atual de dados compartilhados é problemática. Os provedores normalmente não confiam em usuários finais com os dados detalhados de evento. Por outro lado, os consumidores de dados não gostam das complexidades envolvidas de licenciamento e integração de dados. Como resultado, existe um entrave significativo ao compartilhamento e monetização de dados”, afirmou Alexander Linden, Diretor de Pesquisas do Gartner.

Em três anos, o Gartner espera que a tecnologia que estiver disponível possa simplificar radicalmente os desafios de confiança, licenciamento e integração de dados, colocando os controles sobre o processamento de dados algorítmicos. Somente os componentes certificados serão capazes de executar os dados sensíveis e transformá-los em modelos de pontuação e otimização. Em essência, o processamento de dados será limitado para assegurar que os dados detalhados subjacentes não possam ser copiados, salvos ou que seja utilizada engenharia inversa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.