A transformação digital precisa de espaço

A transformação digital precisa de espaço

male hands typing on a laptopPor José Renato de Mello Gonçalves,  Gerente de Vendas Brasil da Orange Business Services

 

As organizações que privilegiam a mudança digital e utilizam a tecnologia de maneira estratégica para oferecer a melhor experiência ao cliente são as mais bem colocadas para ter sucesso na próxima década. Essa é a opinião de diversas empresas de pesquisa e é o que coloca milhares de empresas à frente de seus concorrentes.

Segundo a Gartner, estima-se que existam cerca de 125 mil grandes organizações que introduziram iniciativas de negócios digitais, e cujos CEOs esperam um aumento de mais de 80% em receitas digitais até 2020.

A transformação digital é parte importante de qualquer empresa que quer se manter relevante. Inovar é algo que deve estar sempre presente e, quem não se adapta vira espectador das atualizações dos concorrentes e certamente fica para trás. Por isso é importante saber como tratar e incentivar essas mudanças, buscar novas soluções para seus produtos e serviços, criar novas possibilidades e até mesmo, buscar novos mercados e receitas.

Essa opinião é compartilhada por várias empresas de pesquisa, apesar de que o relato da Forrester indique que apenas 27% das companhias têm uma estratégia coerente nesse sentido, demonstrando como isto impulsionará os negócios para o cliente.

O investimento em inovação tecnológica pode ocorrer até mesmo de formas simples, como apostar em Cloud Computing e redes híbridas, alternativas que reduzam a burocracia e facilitem tarefas complicadas. Criar um ambiente de trabalho aberto a novas ideias, incentivando a transformação digital, desenvolvendo produtos inovadores utilizando as melhores tecnologias.

Outro ponto essencial é que o uso constante de aplicativos móveis e serviços na nuvem, que podem ser acessados de qualquer lugar, faz com que negócios tenham que estar sempre disponíveis e de maneira segura para se manter ativos no mercado.

Se agarrar a modelos de negócio estáticos – mas que funcionam atualmente – e deixar de investir em opções inteligentes, capazes de atingir novos segmentos e oportunidades é um dos principais limitadores da inovação. Veja os modelos de negócio que distribuem música e filmes por meio da internet. As grandes produtoras e gravadoras não podiam imaginar que seu modelo de negócio precisava ser reinventado, atualizado. A transformação digital precisa de espaço, e os limites impostos podem custar caro.

Aqueles que ainda relutam a inovação tecnológica tem uma boa briga pela frente. Quando a burocracia tenta limitar a transformação digital, especialmente em níveis empresariais, oportunidades são perdidas, deixando de lado novos caminhos e possibilidades.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.