Adoção de cloud continua acelerada, mas estratégia ainda não amadureceu

Adoção de cloud continua acelerada, mas estratégia ainda não amadureceu

A Cisco divulgou nesta semana os resultados de um estudo global indicando que, enquanto a adoção de cloud continua a acelerar, poucas organizações estão maximizando o valor que ela realmente pode oferecer. De acordo com o estudo, cerca de 68% das organizações estão usando cloud para ajudar a gerar resultados de negócios, um aumento de 61% em relação ao estudo do ano passado.

O aumento da adoção de cloud está sendo alimentada por aplicativos nativos de nuvem, incluindo soluções baseadas em nuvem, segurança e Internet das Coisas (IoT). No entanto, a maioria das organizações (69%) não tem estratégias maduras de nuvem e apenas 3% tem estratégias de nuvem otimizadas, gerando resultados de negócios superiores.

Em média, a maioria das organizações em estágios mais avançados de adoção de cloud veem um benefício anual por aplicativo baseado em nuvem de US$ 3 milhões em receitas adicionais e US$ 1 milhão em economia de custos. Estes aumentos de receita têm sido em grande parte o resultado de vendas de novos produtos e serviços, ganhando novos clientes mais rapidamente, ou pela habilidade acelerada de vender para novos mercados.

O estudo também revela que 95% destas organizações líderes com estratégias otimizadas de nuvem construíram um ambiente de TI híbrido, que utiliza múltiplas nuvens públicas e privadas baseadas em economia, localização e políticas de governança.

O InfoBrief chamado  “Cloud será dominante: Todos estão tentando, alguns estão se beneficiando, poucos estão maximizando valor”, patrocinado pela Cisco, foi desenvolvido pela IDC. O estudo é baseado em pesquisa de mercado realizada com executivos responsáveis por decisões de TI em mais de 6.100 organizações em 31 países que estão implementando nuvens privadas, públicas e híbridas com sucesso em seus ambientes de TI. Isto marca o segundo ano do estudo, quase dobrando o tamanho da amostra do ano passado.

No estudo, a IDC identifica cinco níveis de maturidade de cloud: ad hoc, oportunista, replicável, gerenciada e otimizada.

 A adoção de nuvem híbrida (nuvem privada e serviços de nuvem pública) varia conforme o país ou região, com a Coreia e o Japão entre os países com o maior percentual de organizações que usam uma combinação de serviços de nuvem pública e ativos dedicados, e Austrália, com o menor número entre os países estudados. O estudo observa a percentagem de empresas com a adoção de nuvem híbrida nos seguintes países e regiões: 45% EUA;  47% América Latina; 46% Reino Unido; 42% França;  51% Alemanha; 41% Austrália; 47% Canadá; 55% Coreia; 42% Holanda; 54% Japão; e 52% China.

Segundo o estudo, as organizações enfrentam uma série de obstáculos para alcançar uma maior maturidade de nuvem incluindo deficiência de capacidades e habilidades, falta de uma estratégia e um roteiro bem definido, um legado de estruturas organizacionais de silos entre as áreas de Tecnologia da Informação e  Negócios.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.