Raisecom amplia suas apostas no mercado brasileiro

Raisecom amplia suas apostas no mercado brasileiro

O mercado brasileiro não deve ficar de fora da expansão que vive a Raisecom mundialmente. Com quatro anos de atuação no país, dos quais dois por meio de parceria com a Asga e dois com escritório próprio, o Brasil ganhou a sexta posição no ranking global da companhia chinesa de redes de alto desempenho. Este ano, se tornou uma aliada estratégica da operadora Vogel para o fornecimento de sistemas de acesso.

“Somos o segundo mercado na América Latina, só perdemos para o México onde a empresa está presente há muitos anos”, comentou Dario Zipris, CEO da empresa. Nem mesmo o fato de abrir um escritório próprio no país no momento que a economia brasileira atravessava um dos seus maiores desafios assustou os chineses. Pelo contrário. “Momentos de crise são aqueles que as empresas olham do lado buscando oportunidades e novidades tecnológicas”, observou o executivo.

Nesse cenário, contou com preço competitivo como uma de suas principais armas para disputar com gigantes mundiais que já atuam há um bom tempo no mercado brasileiro. Durante o Futurecom, apresentou uma família de redes “triple play”, na categoria GPON, que, segundo a empresa, viabilizará às operadoras, provedores e grandes  usuários uma redução substancial dos custos de  implantação dessa infraestrutura de fibra compartilhada.

“Mas não é só o preço que nos destaca, temos tecnologia de ponta para oferecer que tornam nossos clientes mais competitivos”, garantiu o CEO. Parte dessa afirmação é reforçada pela própria Vogel que ao trocar os sistemas de acesso da Datacom pela Raisecom ganhou a possibilidade de obter a certificação MEF (Metro Ethernet Forum), o que não era possível com a tecnologia anterior. “O preço mais competitivo da Raisecom é só uma parte da equação, além da redução do Capex nós obtivemos também benefícios técnicos e de qualidade”, disse José Felipe Ruppenthal, diretor de engenharia da Vogel.

O contrato da Vogel com a Raisecom envolveu inicialmente 2300 equipamentos de acesso dos quais 1100 foram instalados e 1220 deverão ser até o final do ano. E para 2017, a fabricante chinesa continuará sendo a fornecedora oficial para acompanhar a expansão da operadora.

Com uma rede de 15 mil quilômetros de fibra óptica e presente em 12 estados, a Vogel é atualmente a sexta operadora de redes para o mercado corporativo, doméstico e governo. O projeto prevê um backhaul de 20 mil quilômetros nos próximos cinco meses. De acordo com Ruppenthal, além das grandes capitais, a empresa expandiu principalmente em cidades do interior onde quase não havia competição.  “Conseguimos ganhar mercado das grandes operadoras em várias localidades”, afirmou.

Como parte da estratégia da Raisecom é a de atuar com o suporte de um integrador, no caso da Vogel o atendimento é feito pela Syncom Telecom. “Nós achamos muito importante termos um parceiro dentro da planta do nosso cliente”, disse Márcio da Rocha Cachapuz, diretor comercial da Raisecom.

Mundialmente, a Raisecom também tem comemorado contratos importantes. Recentemente anunciou a conquista de um projeto estratégico de GPON com a Deutsche Telekon, fortalecendo sua presença na Europa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.