Hospital universitário fará transmissão de cirurgia em 4K

Hospital universitário fará transmissão de cirurgia em 4K

Estar em Brasília e poder assistir uma cirurgia em tempo real e de forma simultânea, realizada na Paraíba, em uma resolução quatro vezes superior à Full HD já é uma realidade possível. Em uma demonstração conjunta com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) vai realizar, no dia 30 de novembro, uma transmissão do centro cirúrgico do Hospital Universitário Lauro Wanderley para o auditório local, em João Pessoa/PB, e simultaneamente para o auditório da EBSERH em Brasília.

Para a parte de debates e interação entre os cirurgiões, profissionais de saúde, residentes e alunos, será utilizado o serviço de videoconferência da RNP. Já a transmissão em alta definição vai ocorrer a partir de um pacote de software, que inclui o Fogo Player, Arthron e ICD, também desenvolvidos em parceria com a RNP.

O coordenador nacional da Rede Universitária de Telemedicina (RUTE), Luiz Ary Messina, afirma que essa é mais uma das grandes conquistas para a saúde. ‘‘Alunos, residentes, profissionais da saúde e outros interessados podem assistir à transmissão em 4k ou telões em ultra-alta definição e receber em tempo real e on-line as imagens do plano cirúrgico, movimentação da sala cirúrgica, explicações do cirurgião e de sua equipe. Os assistentes por sua vez podem, inclusive, fazer perguntas diretamente ao cirurgião e à sua equipe”, comenta Messina, que também classificou as transmissões em tempo real e ultra-alta definição como uma oportunidade de os cirurgiões mostrarem e confirmarem o reconhecimento mundial da classe médica brasileira.

Essa será a primeira vez que o cirurgião pediátrico Paulo Germano conduz uma cirurgia que vai ser transmitida em 4k. ‘‘A tecnologia é capaz de promover uma integração incrível. Poder coordenar uma cirurgia como essa reafirma o nosso compromisso em usar a modernização a favor da saúde’’, reforça. Ainda para o médico, essa é a oportunidade de chamar a atenção dos profissionais para o tratamento e correção do lábio leporino, já que é essa a cirurgia que será transmitida. ‘‘Divulgar esse procedimento com as crianças serve, também, para alertar os futuros médicos de que muitos estados do Nordeste ainda não oferecem o método correto de tratamento’’.

No mesmo dia, a Rede Ebserh também pretende atender mais de três mil pessoas no I mutirão nacional de saúde, que tem o objetivo de reduzir a fila de espera nos hospitais universitários federais e do SUS em até 32%. A iniciativa conta com ações nos 39 hospitais universitários federais filiados, presentes nas cinco regiões do Brasil. A RNP vai dar o suporte necessário para permitir que médicos e gestores dos hospitais da Ebserh acompanhem e discutam o andamento dos atendimentos em tempo real e possam interagir a qualquer momento por videoconferência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.