Em cinco anos, Big Data e analíticos vão movimentar US$ 7,4 bi na AL

Em cinco anos, Big Data e analíticos vão movimentar US$ 7,4 bi na AL

O mercado total de Big Data e analíticos (BDA) na América Latina faturou US$ 2,48 bilhões em 2016. Liderado pelo Brasil e México e impulsionado pela transformação digital, ele deverá atingir US$ 7,41 bilhões em 2022 Esse é o prognóstico do Latin America Big Data and Analytics Market, Forecast to 2022 da Frost & Sullivan. O estudo mostra ainda que mão de obra especializada e integração de soluções seguras com a infraestrutura legada continuam sendo desafios.

Em 2016, o mercado brasileiro representou 46,8% do mercado de BDA na América Latina. É o mais maduro e gera receita de US $ 1,16 bilhão. O mercado latino-americano, por sua vez, responde por aproximadamente 5,1 % desse segmento no mundo. Os setores financeiros, varejo e telecomunicações são as líderes em investimentos.

O estudo da Frost & Sullivan mostra ainda que melhorar a experiência do cliente tem sido a principal razão para investir em soluções BDA.

“O crescimento exponencial de dados movidos por dispositivos conectados obrigou as organizações a aprimorarem sua capacidade de usar Big Data para tomar decisões mais inteligentes e em tempo real”, disse Renato Pasquini, Diretor de Consultoria e Pesquisas de Transformação Digital da empresa. Ele comentou que fornecedores de tecnologia como a IBM, Oracle, SAP, SAS e Teradata são líderes de mercado e se concentraram em fornecer soluções para análises em tempo real no mercado latino americano de BDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.